ARGENTINA NÃO PAGARÁ FMI ATE SAIR RECESSÃO, DIZ CRISTINA KIRCHNER

A vice-presidente da Argentina, Cristina Kirchner, afirmou no sábado (8.fev.2020) que o governo não vai pagar sua dívida com o FMI (Fundo Monetário Internacional) até o país sair da recessão. Afirmação foi feita na Feira internacional do Livro, em Havana, durante apresentação do seu livro “Sinceramente”.

“A 1ª coisa que temos que fazer para poder pagar é sair da recessão. Se há uma recessão, ninguém vai pagar sequer meio centavo e a forma de sair da recessão é por meio de muito investimento estatal”, disse Kirchner.
A Argentina precisa reestruturar US$ 100 bilhões (equivalente a R$ 432 bilhões) em dívidas soberanas com credores, incluindo parte dos US$ 57 bilhões emprestado ao país pelo FMI em 2018.
O acordo com o FMI é essencial na tentativa de o país evitar um calote em meio a crise cambial e alta inflação. Na próxima semana uma missão técnica deve chegar a Buenos Aires para discutir as obrigações da Argentina com o fundo.
Segundo Cristina Kirchner, a Argentina deve ter um “corte substancial” da dívida com o FMI.
ARGENTINA NÃO PAGARÁ FMI ATE SAIR RECESSÃO, DIZ CRISTINA KIRCHNER ARGENTINA NÃO PAGARÁ FMI ATE SAIR RECESSÃO, DIZ CRISTINA KIRCHNER Reviewed by Francisco Erivan Justino on terça-feira, fevereiro 11, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário: