BRASIL PLANEJA INVESTIR R$ 10 MILHÕES EM PESQUISAS SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

O governo federal planeja investir R$ 10 milhões em pesquisas voltadas para o mapeamento e sequenciamento do novo coronavírus por meio do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). É o que afirmou o ministro Marcos Pontes, da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, nesta 2ª feira (3.mar.2020). Segundo Pontes, o valor ainda é uma previsão e deve ser aplicado em 2020.
A informação foi divulgada após teleconferência sobre o novo coronavírus com ministros de outros 8 países (Alemanha, Canadá, Coreia do Sul, Estados Unidos, Índia, Inglaterra, Itália, Japão e Nova Zelândia).
Os ministros discutiram as pesquisas em curso em cada país e os meios para trocar dados entre as nações. A projeção de Pontes é que as teleconferências continuem semanalmente.
O grupo de ministros faz parte do Carnegie Group of Science Advisers, criado em 1991 para reunir anualmente ministros da Ciência de diversos países.

FIOCRUZ DISTRIBUIRÁ TESTES

Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) irá começar a distribuição de 10.000 testes específicos para o novo coronavírus a partir dessa 4ª feira (4.mar). Inicialmente, 14 Estados mais o Distrito Federal receberão os kits (veja lista abaixo).
Dentro das próximas duas semanas, todas as unidades federativas estarão capacitadas a realizar o diagnóstico. A Fiocruz produzirá 30.000 testes no total.
Atualmente, 4 laboratórios realizam o teste para diagnóstico do coronavírus: os laboratórios de referência nacional, Fiocruz, no Rio de Janeiro; Instituto Evandro Chagas (IEC), no Pará, e Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo. O Laboratório Central de Goiás foi capacitado para realizar o teste para coronavírus dos brasileiros repatriados da China que ficaram na base aérea de Anápolis (GO).
As informações foram divulgadas em entrevista coletiva do ministério da Saúde nesta 2ª (2.mar). Eis a íntegra (4 MB) dos dados apresentados.
E eis a lista das primeiras unidades federativas a receber os testes:
  • Amazonas;
  • Pará;
  • Roraima;
  • Bahia;
  • Ceará;
  • Pernambuco;
  • Sergipe;
  • Rio de Janeiro;
  • Espírito Santo;
  • Minas Gerais;
  • Distrito Federal;
  • Mato Grosso do Sul;
  • Paraná;
  • Santa Catarina;
  • e Rio Grande do Sul.

CONFIRMADOS

Nos últimos dias, o ministério descentralizou a gestão de dados de notificações de casos suspeitos, provocando crescimento no número de suspeitas de coronavírus no país. Atualmente, são 433.
O Brasil continua com 2 casos confirmados, ambos em São Paulo. São 2 homens. Ambos voltaram de viagem à Itália e apresentaram febre e problemas respiratórios. Os 2 estão em isolamento domiciliar.
1º diagnosticado tem 61 anos. O outro paciente é 1 funcionário da XP investimentos de 32 anos. A empresa determinou que trabalhadores vindos de países infectados trabalhem em casa por 14 dias.
Atualmente, o Brasil se encontra na fase de contenção da doença –ou seja, o país toma medidas para evitar a dispersão do vírus entre a população. Ainda não existem evidências de circulação interna do vírus, uma vez que os 2 casos confirmados vieram da Itália, onde quase 2.000 pessoas têm o vírus e outras 52 morreram.
Ainda que não haja circulação interna do vírus, os representantes do Ministério da Saúde têm enfatizado a importância de a população tomar as medidas de prevenção.
O governo recomenda lavar as mãos com frequência e higienizá-las com álcool em gel, utilizar lenço descartável para higiene nasal, cobrir o nariz e a boca com um lenço de papel quando espirrar ou tossir e descartá-lo e também evitar tocar olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam limpas.
Eis 1 infográfico com os casos suspeitos no Brasil:
BRASIL PLANEJA INVESTIR R$ 10 MILHÕES EM PESQUISAS SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS BRASIL PLANEJA INVESTIR R$ 10 MILHÕES EM PESQUISAS SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS Reviewed by Francisco Erivan Justino on terça-feira, março 03, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário: