MANDETTA E MAIA FAZEM ACORDO PARA SAÚDE RECEBER R$ 5,1 BI DE EMENDAS


O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse na tarde desta 4ª feira (11.mar.2020) que houve acordo para que R$ 5,1 bilhões das emendas de relator do Orçamento impositivo sejam usadas para o combate ao coronavírus.

“Muito obrigado ao presidente Rodrigo Maia por ter sensibilizado todos os líderes a liberar essas emendas do relator, que eram de custeio”, disse o ministro. “Por vias tortas, nós acabamos deixando R$ 5,1 bilhões (…) E se precisar de mais a gente volta a dialogar.”

As emendas de relator são motivo do mais recente atrito entre o Legislativo e o Executivo. Cerca de R$ 30 bilhões de dinheiro público teriam o destino decidido pelo relator do Orçamento, deputado Domingos Neto (PSD-CE).

O presidente Jair Bolsonaro vetou o dispositivo. Acordo costurado entre Planalto e Congresso possibilitou que esses recursos baixassem para R$ 20,5 bilhões –deputados e senadores ainda precisam aprovar os projetos em plenário.

Secretários de Saúde esperam que ao menos parte desse dinheiro seja usado para atender a pedido de R$ 1 bilhão feito ao Ministério da Saúde. Uma parte dessa verba teria seu destino determinado pela proporção de habitantes nos Estados e a outra seria distribuída de acordo com as necessidades.

É impossível saber como o coronavírus vai se espalhar pelos Estados. O Ministério da Saúde trabalha com a hipótese de que ele se alastre de maneira diferente em cada unidade da Federação.

O acordo foi fechado por Mandetta diretamente com Maia. O relator do Orçamento, Domingos Neto (PSD-CE), diz que não participou das conversas.

O ministro foi à Câmara falar aos deputados sobre a atuação do ministério no combate ao vírus, causador da doença covid-19. Até agora, há 52 casos confirmados no país.

O diálogo entre Maia e Mandetta sobre as emendas de relator vem pelo menos desta 3ª feira (10.mar.2020). Os 2 estiveram juntos rapidamente antes do início da audiência pública com o ministro.

O coronavírus tem causado mortes e caos econômico no mundo. Nesta 4ª, depois de a OMS (Organização Mundial da Saúde) declarar pandemia, a Bolsa de valores de São Paulo teve queda de 10% e precisou suspender os negócios para evitar maiores perdas.
MANDETTA E MAIA FAZEM ACORDO PARA SAÚDE RECEBER R$ 5,1 BI DE EMENDAS MANDETTA E MAIA FAZEM ACORDO PARA SAÚDE RECEBER R$ 5,1 BI DE EMENDAS Reviewed by Francisco Erivan Justino on quinta-feira, março 12, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário: