RN TEM ALTA DE 19% NOS CASOS DE DENGUE, ZIKA E CHIKUNGUNYA EM 2020



O Rio Grande do Norte já registra 2.314 casos prováveis de dengue, zika ou chikungunya em 2020, segundo a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). Em comparação com 2019, o número é 18,97% maior. No ano passado, foram 1.945 casos notificações.
Os casos prováveis são aqueles que atendem aos critérios de classificação, mas que não foram comprovados em laboratório.
De acordo com a Sesap, os principais registros estão concentrados no Litoral Leste e na Região Metropolitana de Natal. A capital potiguar lidera as estatísticas de arboviroses (dengue, zika e chikungunya), somando 1.071 casos prováveis e 509 confirmações.
Até o momento, entre janeiro e março deste ano, três mortes estão relacionadas com as três arboviroses.
Segundo a Sesap, foram notificados até agora 1.928 casos prováveis de dengue nos 167 municípios potiguares. Deste total, 511 foram confirmados. A incidência da doença é de 55,42 casos por grupo de 100 mil habitantes. Em 2019, considerando o mesmo período, foram 1.688 casos notificados de dengue e outros 490 confirmados.
Quanto à chikungunya, em 2020, a Sesap confirmou 92 casos de um total de 347 notificações de casos suspeitos. Em 2019, nesse mesmo período, foram confirmados 68 casos de um total de 209 notificados. Em relação à zika, foram registrados 39 casos prováveis e 2 confirmações. No mesmo período de 2019, foram registrados 48 casos prováveis.
De acordo com a Sesap, o Rio Grande do Norte está com 61 municípios considerados com alto risco de epidemia de dengue. A avaliação é feita quando os domicílios de uma cidade apresentam alto índice de infestação predial (IIP) pelo mosquito Aedes aegypti, o principal vetor da doença.
Nas localidades consideradas de risco, o registro estava acima dos 4%. Isso significa mais de quatro casas infestadas com o mosquito para cada 100 pesquisadas. As cidades de Carnaubais e de Lajes têm o maior índice de infestação de todo o Estado. Os municípios registraram 11,5% e 11,3% de incidência do mosquito, respectivamente.
O levantamento sobre infestação não traz dados sobre Natal. A Secretaria Municipal de Saúde adota um mecanismo diferente de contagem do mosquito.
Para ser considerado satisfatório, o índice deve estar abaixo de 1%. No Rio Grande do Norte, segundo a Sesap, apenas 25 municípios estão nessa situação. O município de São Fernando tem o menor índice de infestação de todo o Estado: 0,2%.
A Sesap lembra que a alternância entre dias de sol e calor formam o ambiente ideal para a proliferação do inseto. O órgão aponta que é preciso que a população adote ações contra a reprodução do mosquito, como evitar o acúmulo de água parada, não deixar entulho no quintal ou colocar telas de proteção nas janelas. As medidas são as principais para evitar a doença.
RN TEM ALTA DE 19% NOS CASOS DE DENGUE, ZIKA E CHIKUNGUNYA EM 2020 RN TEM ALTA DE 19% NOS CASOS DE DENGUE, ZIKA E CHIKUNGUNYA EM 2020 Reviewed by Francisco Erivan Justino on terça-feira, março 10, 2020 Rating: 5

Nenhum comentário: