POLÍCIA PRENDE MEMBROS DE ONGs SOB SUSPEITA DE INCENDIAR FLORESTA NO PARÁ

Polícia prende membros de ONGs sob suspeita de incendiar floresta no Pará

A Polícia Civil do Pará investiga se os responsáveis pela ONG Brigada de Incêndio Florestal de Alter do Chão, em Santarém, no oeste paraense, receberam ao menos R$ 500 mil de organizações não governamentais (ONGs), como a WWF Brasil, para combater incêndios criminosos. Quatro brigadistas da ONG paraense foram detidas hoje (26), suspeitas de atear fogo em parte da vegetação da Área de Proteção Ambiental (APA) Alter do Chão, em setembro deste ano.
“Observamos que eles organizavam as queimadas e usavam isso para vender a própria imagem [de grupo de combate aos incêndios florestais] a ONGs internacionais e, assim, conseguir financiamento”, declarou à Agência Brasil o diretor de Polícia do Interior, delegado José Humberto de Mello.
Segundo o delegado, após dois meses de investigação, a Polícia Civil reuniu indícios de que organizações não governamentais, entre as quais a Brigada de Incêndio de Alter do Chão, estariam por detrás dos incêndios que, em setembro deste ano, queimaram parte da vegetação da Área de Proteção Ambiental (APA) Alter do Chão.
Diário do Poder

POLÍCIA PRENDE MEMBROS DE ONGs SOB SUSPEITA DE INCENDIAR FLORESTA NO PARÁ POLÍCIA PRENDE MEMBROS DE ONGs SOB SUSPEITA DE INCENDIAR FLORESTA NO PARÁ Reviewed by Francisco Erivan Justino on quarta-feira, novembro 27, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário: