STF PODE DERRUBAR DECISÃO DE BLOQUEAR O SINAL DE CELULAR NOS PRESÍDIOS

Pelo menos nos estados da Bahia, Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina, que obrigaram operadoras de telefonia celular a instalarem equipamentos para bloqueio do sinal nos estabelecimentos prisionais, a validade da lei foi derrubada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
O presidente do Supremo, Ricardo Lewandowski, que também comanda o Conselho Nacional de Justiça, citou que o Brasil tem 1.424 mil estabelecimentos prisionais no país. Para ele, não se pode impor que as operadoras criem os bloqueios e tenham que gastar os valores.
Rio Grande do Norte
O tema do bloqueio de celulares ganhou destaque nos últimos dias por conta dos ataques a ônibus, prédios públicos e unidades policiais no Rio Grande do Norte. De acordo com o governo do estado, a instalação de bloqueadores de celular na Penitenciária Estadual de Parnamirim, na Grande Natal, é o motivo dos atentados. Desde sexta-feira (3), foram registrados ao menos 90 ataques em 33 cidades do estado.
Busca de solução nacional para bloqueios
Gilmar Mendes, que votou contra as leis estaduais, destacou que conversou com o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, e ouviu dele que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) discute uma solução nacional para bloquear o sinal de celular nos presídios.
O decano do Supremo, ministro Celso de Mello, destacou a situação do Rio Grande do Norte. Apesar de entender que somente a União poderia criar uma regra impondo o bloqueio, ele defendeu uma solução para o tema.
Os ministros que ficaram vencidos entenderam que os estados não estavam legislando sobre telecomunicações, mas sim criando regra sobre segurança pública. “A segurança pública é interesse nacional que sobrepuja o interesse individual de usar o celular”, afirmou Barroso.
Fonte: G1
STF PODE DERRUBAR DECISÃO DE BLOQUEAR O SINAL DE CELULAR NOS PRESÍDIOS STF PODE DERRUBAR DECISÃO DE BLOQUEAR O SINAL DE CELULAR NOS PRESÍDIOS Reviewed by Erivan Justino on 04 agosto Rating: 5
Postar um comentário

Romário Bispo