SAÚDE: TRABALHADORES FARÃO ATO NESTA QUINTA CONTRA O PL 257

Protesto terá início às 9hs, com concentração em frente ao hospital Walfredo Gurgel
Nesta quinta-feira(14), os servidores públicos irão realizar um ato nacional em Brasília e manifestações em vários estados. Esse dia de luta é contra o Projeto de Lei 257/16, que já está no Congresso Nacional em regime de urgência. No Rio Grande do Norte, o ato será realizado a partir das 09h, com concentração em frente ao hospital Walfredo Gurgel. A convocação está sendo feita pelo Fórum dos Servidores Estaduais do RN, que reúne sindicatos como o Sinpol, Sindsaúde, Sindasp, Sinsp e Sinai e pelo Espaço Unidade de Ação. Além disso, entidades do funcionalismo federal como o Sintest e as centrais CSP-Conlutas e Intersindical irão participar.
O PL 257 é um dos maiores ataques aos serviços públicos e ao funcionalismo público. O projeto permite congelar os salários dos servidores públicos, cancelar qualquer tipo de reajuste ou reposição, retirar direitos como progressões e gratificações, suspender concursos e até nomeações, criar Previdência complementar, estabelecer programa de demissões (PDV), barrar qualquer aumento para o salário mínimo, ampliar a terceirização, entre outras medidas que prejudicam todos os trabalhadores. As medidas valem para o funcionalismo público federal e para todos os estados que optarem por refinanciar suas dívidas com a União. Na prática, pode atingir até servidores municipais, como os professores, cujo piso está vinculado a variação do salário mínimo.
“O servidor público da saúde já trabalha sobrecarregado e com esse pacote a situação vai piorar. Sem concurso, vamos ver um aumento do adoecimento e do trabalho precário, como contratos temporários e mais terceirização. Os hospitais vão continuar um caos, com as pessoas morrendo por causa da falta de recursos do estado”, afirma Simone Dutra, do Sindsaúde-RN.
SAÚDE: TRABALHADORES FARÃO ATO NESTA QUINTA CONTRA O PL 257 SAÚDE: TRABALHADORES FARÃO ATO NESTA QUINTA CONTRA O PL 257 Reviewed by Erivan Justino on 14 abril Rating: 5
Postar um comentário

Romário Bispo