MADURO DIZ QUE GUAIDÓ RESPONDERÁ À JUSTIÇA SE VOLTAR AO PAÍS


Resultado de imagem para Nicolás Maduro e Juan Guaidó

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou na segunda-feira (25) que o líder da oposição e presidente autoproclamado, Juan Guaidó, irá responder à Justiça se decidir voltar ao país.
Em entrevista ao canal de notícias americano ABC, Maduro disse que Guaidó desrespeitou uma ordem judicial quando viajou para a Colômbia para acompanhar no sábado (23) o que seria o “Dia D” da entrega da ajuda humanitária à Venezuela.

No final de janeiro, o Tribunal Supremo da Venezuela, que é favorável a Nicolás Maduro, congelou as contas de Guaidó e o proibiu de sair do país, atendendo ao pedido do procurador-geral venezuelano, Tarek William Saab. O opositor se autoproclamou presidente interino da Venezuela em uma manifestação no dia 23 de janeiro.

A entrega da ajuda humanitária aconteceria nas fronteiras com a Colômbia e o Brasil, mas fracassou. Houve conflito entre forças de segurança e os venezuelanos. Caminhões com remédios e comida foram incendiados. De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), quatro pessoas morreram e 300 ficaram feridas nos confrontos.

Nesta segunda, Guaidó participou da reunião do Grupo de Lima em Bogotá. No encontro, os países integrantes do grupo de Lima aceitaram a Venezuela -- representada por Guaidó -- como novo membro da associação.

Na reunião, o vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, prometeu novas sanções americanas contra o regime de Maduro. O vice do Brasil, Hamilton Mourão, disse que o governo brasileiro acredita que é possível encontrar uma solução "sem qualquer medida extrema" para, segundo ele, "devolver a Venezuela ao convívio democrático das Américas".

O Grupo de Lima pediu que o Tribunal Penal Internacional "leve em consideração a grave situação humanitária na Venezuela, a violência criminosa do regime de Nicolás Maduro contra civis e negação de acesso a assistência internacional, que constituem um crime contra a humanidade", segundo uma declaração lida pelo chanceler colombiano, Carlos Holmes Trujillo.

MADURO DIZ QUE GUAIDÓ RESPONDERÁ À JUSTIÇA SE VOLTAR AO PAÍS MADURO DIZ QUE GUAIDÓ RESPONDERÁ À JUSTIÇA SE VOLTAR AO PAÍS Reviewed by Francisco Erivan Justino on terça-feira, fevereiro 26, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário: