GOVERNO FÁTIMA BEZERRA VIRA AS COSTAS PRA POPULAÇÃO LGBT/RN


Pelo menos foi o que a santacruzense Lara Bianc postou em suas redes sociais. Ela expôs sua decepção e a de milhares de seguidores do movimento LGBT em todo o Estado com o governo petista que, segundo ela, afirmava em seus discursos que seria um governo de apoio a esses grupos, e ao assumir o governo esqueceu o que pregava, virando as costas... Lara esperava que Fátima Bezerra fizesse apenas o que os governos Rosalba e Robinson fizeram, apoiasse-os em seus eventos, inclusive no carnaval. O que não aconteceu. Disse.

Confira na íntegra o que Lara escreveu no facebook:

Como estão perguntando por que este ano de 2019 não tivemos a camisa da Visibilidade Trans que na realidade são duas em uma, utilizada em duas ações que uma é Visibilidade Trans Santacruzense e a outra é o bloco #ZeroDiscriminação ambas ações de conscientização voltada a população LGBTQI do municipio de Santa Cruz/RN.

Vamos expor a realidade dos fatos!
Então com o novo governo do estado RN de Fátima Bezerra que em seu período de campanha se colocava como governo voltado para os movimentos sociais, mais simples e humilde, mas só na teoria como sempre, porque na pratica da realidade acontece o mesmo que acontece com os outros políticos que usam segmentos de pessoa vulnerais e menos favorecidas para angariar votos e depois descartam como se fossemos lixo, pois a então gestão de Fátima Bezerra nos negou apoio de contratação de banda e das camisas da Visibilidade Trans que aconteceu no ultimo sábado dia 09 de Fevereiro de 2019 no municipio de Santa Cruz/RN, camisas essas que também servia para utilizarmos no carnaval no bloco #ZeroDiscriminação que sempre teve o proposito foi levar a mensagem de conscientização e chamar atenção para as situações de violência e preconceito contra os LGBTs sobre tudo a população trans que estão mais vulneráveis a estas situações de violação de direito, ainda mais no cenário intolerância e ameaça da retirada de direitos em que estamos vivendo, logo no ano em que devemos nos fortalecer cada vez mais. 

Justamente no ano em que as homenagens seria dedicada a travesti Dandara que foi mirta a pauladas e carregada numa carroça de mão, onde sua morte gerou repercussão e comoção popular.
Fico me perguntando que governo é esse dizem que são
contra LGBTIfobia e que tanto critica, os ataques de partidos da direita conservadora pelas atitudes, mas só discurso da teoria por que na pratica a agem da pior forma possível com a negativa de direitos e LGBTIfobia institucional.
Tudo sobre a alegação da impossibilidade e negativa apoio por causa de um decreto de calamidade criado pelo estado, sim decreto esse utilizado como desculpas esfarrapadas que não nada haver uma coisa coisa com a outra, pois o apoio voltado as ações de conscientizações de combate a LGBTfobia e prevenções as IST/AIDS tem recursos próprios e específicos que vem do governo federal destinado ao Departamento de IST/ AIDS e Hepatites Virais da Secretaria Estadual de Saúde Pública SESAP.
As lideranças do LGBTQI+ do RN já previam isto diante das indicações e péssimas escolhas que a governadora Fátima Bezerra fez para compor sua gestão de governo principalmente o Secretario de Saúde Cipriano Maia que já tem histórico de perseguição a movimentos socais e profissionais da área de saúde, chegamos a nos reunir com o Secretario Adjunto de Saúde Dr. Petrônio Spinelli por diversas vezes, que ficou de tentar ver uma forma solucionar tal problema, mas nada conseguiu fazer para solucionar e atender tal solicitação, chegamos a marcar até reunião como a própria governadora no gabinete de governo para o dia 23 de Janeiro, que até então estava tudo certo de que as lideranças representativa do movimento LGBTQI+ seria atendido por ela, esperamos por ela na sala da Coordenadoria de Segurança do Estado até que ela chega-se e ela não chegou, assessores do gabinete do governo pediram para que nós subíssemos até a sala de reuniões da governadoria, e quando entramos quem nos recebeu foi o Secretario de Gabinete Raimundo Alves Júnior, onde pontuamos previamente as dificuldades que o movimento LGBTQI+ passaria a sofrer no atual governo de Fátima Bezerra e com a negativa apoio que teríamos as ações planejadas. O Chefe de Gabinete nos ouviu atentamente falou até que qualquer dificuldade que encontrássemos poderíamos lhe procurar.
Quando íamos saindo por trás da governadoria o carro da governadora vinha chegando com ela, e ela ainda demorou um pouco para descer do carro, nós estávamos todos ali observando ela chegar uma das pessoas que estava conosco ainda gritou o nome dela, mas ela desceu do carro colocou o óculos escuro no rosto, fingiu não ouvir e nem nos ver e entrou pela porta dos fundos da governadoria. Essa foi atenção que ela nos deu para a reunião que estava marcada conosco.
Uma semana antes do evento no dia 31 de Janeiro e 01 de Fevereiro eu ainda tentei uma conversa por duas vezes com o Secretario Adjunto de Saúde Dr. Petrônio Spinelli, que disse: Saber do quanto nossa ação era importante e que tinha grande importância para estado diante da sua grandiosidade do publico atingido e mensagem transmitida, mas que no momento não poderia viabilizar nada diante do decreto e que somente a chefia de gabinete poderia autorizar tal liberação logística de apoio.
Retornei a Natal novamente dia 03 de fevereiro para participar da Visibilidade Trans de Natal que também aconteceu sem apoio do Governo do Estado.
Na segunda feira dia 04 de Fevereiro, ainda procurei conversar novamente com Dr. Petrônio e com o Chefe de Gabinete por intermédio da assessoria de governo, que tentou encaminhar tal demanda a Secretaria de Cultura e Turismo, mas com nenhuma dessas conseguimos êxito, só voltei para casa no dia 05 de Fevereiro ainda as vésperas do evento tentando resolver as questões de apoio por parte do governo que de todas as seis 06 edições já realizadas essa foi a primeira vez que não tivemos o apoio do governo do estado, o pior de tudo isso é que não tivemos o apoio de um governo que se dizia ser voltado para os movimentos sociais e menos favorecidos foi o governo que nos invisibilizou, foi o único governo que invisibilizou o publico de pessoas trans que já são invisibilizadas politicamente pela falta de politicas públicas.
A única ligação que recebi foi de Tita Secretaria Interina de Saúde confirmando e garantindo o apoio por parte da Prefeitura Municipal de Santa Cruz/RN, mantendo o apoio que a Prefeitura deste da gestão da Ex- Prefeita - Fernanda Costa sempre manteve. E que mesmo sem repasses federais ou licitações a prefeitura sempre conseguiu apoiar o evento e justificar sem problemas as finanças ao tribunal de contas e manter o apoio anualmente ao nosso evento que edição cresce aumentado o público de prestigiadores e nunca fez falta e nem foi tirado recursos da folha de pagamento de ninguém.
Quando cheguei em Santa Cruz/RN no dia seguinte faltando poucos dias para o evento, foi que eu fui correr atrás e tentar viabilizar outras formas de apoio coim todos os meus contatos possíveis para que pudesse garantir toda a logística necessária do evento.Que aconteceu em grande estilo sucesso de todas as edições já realizadas.
Agora vem ai o Carnaval 2019 e a Prefeitura Municipal de Santa Cruz/RN, Vai abrir o edital de seleção com incentivo de apoio para os blocos carnavalescos e o Bloco #ZeroDiscriminação que tem um proposito de levar uma mensagem de conscientização durante o carnaval ficará de fora por não termos as camisas do bloco que vendíamos abaixo custo apenas para garantir a programação do bloco justamente no ano em iriamos homenagear as todas que já foram mortas vitima da TRANSfobia, homenageando a Dandara.
Então este ano que iriamos para a nossa 3° Edição de Bloco Carnavalesco #ZeroDiscriminação de sucesso nas edições anteriores poderemos não sair na Avenida deixando de levar a nossa mensagem de conscientização pelo respeito, intolerância e combate a LGBTfobia.
GOVERNO FÁTIMA BEZERRA VIRA AS COSTAS PRA POPULAÇÃO LGBT/RN GOVERNO FÁTIMA BEZERRA VIRA AS COSTAS PRA POPULAÇÃO LGBT/RN Reviewed by Francisco Erivan Justino on 15 fevereiro Rating: 5

Nenhum comentário: