MORO DEFENDE APURAÇÃO SOBRE CASO ENVOLVENDO EX-ASSESSOR DO FILHO DE BOLSONARO

Resultado de imagem para moro
O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, defendeu nesta segunda-feira (10) uma apuração sobre as movimentações bancárias de um ex-assessor de Flávio Bolsonaro consideradas suspeitas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Flávio é filho do presidente eleito, Jair Bolsonaro, e elegeu-se senador neste ano. Segundo o Coaf, um dos seus ex-assessores, Fabrício José de Carlos Queiroz, movimentou mais de R$ 1,23 milhão, entre 1º de janeiro de 2016 e 31 de janeiro de 2017.
Ainda de acordo com o Coaf, Queiroz depositou R$ 24 mil na conta da futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro.
Na semana passada, ao ser questionado sobre o tema ao final de uma entrevista, Moro se retirou sem comentar o relatório do Coaf. Nesta segunda, porém, falou rapidamente sobre o caso.
De acordo com o futuro ministro da Justiça, o presidente eleito “já apresentou os esclarecimentos” sobre os fatos e, se o caso não for esclarecido, deve ser investigado.
“Os fatos têm que ser esclarecidos, o presidente já apresentou os esclarecimentos, têm outras pessoas que precisam prestar os seus esclarecimentos, e os fatos, se não forem esclarecidos, têm que ser apurados. Eu não tenho como ficar assumindo esse papel”, afirmou o futuro ministro.
Informações do G1
MORO DEFENDE APURAÇÃO SOBRE CASO ENVOLVENDO EX-ASSESSOR DO FILHO DE BOLSONARO MORO DEFENDE APURAÇÃO SOBRE CASO ENVOLVENDO EX-ASSESSOR DO FILHO DE BOLSONARO Reviewed by Francisco Erivan Justino on 10 dezembro Rating: 5

Nenhum comentário:

Romário Bispo