JUSTIÇA DETERMINA SUSPENSÃO DA VENDA DE CAMPOS DE PETRÓLEO DA BACIA POTIGUAR


Prevista para acontecer nesta sexta-feira, 7, a venda de 34 campos de petróleo da Petrobras localizados no Rio Grande do Norte foi suspensa por determinação da Justiça do Trabalho. A decisão foi fruto de uma investida do sindicato que representa os trabalhadores que atuam no setor da Bacia Potiguar. A multa em caso de descumprimento é de R$ 100 milhões.
No último dia 27 de novembro, a Petrobras anunciou a cessão dos 34 campos potiguares para a empresa 3R Petroleum, em transação de aproximadamente US$ 453 milhões. O primeiro pagamento à empresa estatal, no valor de US$ 34 milhões, seria feito pela compradora nesta sexta-feira, algo que acabou tendo que ser adiado devido a decisão da Justiça.
A suspensão da transação foi assinada pelo juiz Carlito Antonio da Cruz, que declarou em seu despacho estar nula a decisão do Conselho de Administração da Petrobras pela venda dos 34 campos de petróleo. Ele deliberou, ainda, que o próprio Conselho não volte a tratar do assunto até que haja uma definição do caso por parte da Justiça.
“A decisão judicial devolve aos trabalhadores a importância de sua participação nos espaços de deliberação e tomadas de decisões da empresa”, disseram à agência Reuters, em nota, os advogados Ramon Koelle, Felipe Vasconcellos e Rodrigo Salgado, da Advocacia Garcez, que representou os sindicatos no processo.
JUSTIÇA DETERMINA SUSPENSÃO DA VENDA DE CAMPOS DE PETRÓLEO DA BACIA POTIGUAR JUSTIÇA DETERMINA SUSPENSÃO DA VENDA DE CAMPOS DE PETRÓLEO DA BACIA POTIGUAR Reviewed by Erivan Justino on 08 dezembro Rating: 5
Postar um comentário

Romário Bispo