CIRO CANCELA AGENDA EM NATAL APÓS ATAQUE A BOLSONARO

Ciro Gomes
SÃO PAULO E CARUARU (PE) – O candidato à Presidência da República Ciro Gomes(PDT) cancelou uma agenda de campanha marcada para a noite desta quinta-feira, 6, em Natal (RN) devido ao atentado contra o deputado Jair Bolsonaro.
Ciro participaria de um ato político ao lado do candidato ao governo do Rio Grande do Norte,  Carlos Eduardo Alves. Por enquanto, a assessoria do presidenciável confirma apenas a agenda no Maranhão nesta sexta.
No Twitter, Ciro escreveu: "Cancelei minhas atividades de campanha em Natal (RN) nesta quinta-feira devido ao atentado contra o deputado Jair Bolsonaro. Desejo que ele se recupere, possa superar este momento e prontamente volte ao debate brasileiro". O candidato tem agenda confirmadas nesta sexta. Ciro estará no Maranhão e no Ceará.
"A democracia não aceita isso. É preciso que, para além da minha solidariedade humana, pessoal ao meu ilustre opositor, o deputado Jair Bolsonaro, as autoridades sejam rápidas e eficazes e exemplares na identificação dos responsáveis e na sua punição exemplar", disse Ciro em Caruaru (PE), onde o presidenciável cumpriu agenda de campanha nesta quinta-feira.
Em busca dos votos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), condenado e preso pela Operação Lava Jato, Ciro tem feito agendas no Nordeste. Segundo pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo divulgada na quarta-feira, 5, as intenções de voto em Ciro foram as que mais cresceram na região em relação ao primeiro levantamento feito em agosto, indo de 14% para 20%. No cenário nacional, o pedetista cresceu de 9% para 12%.
Em Caruaru, numa agenda rápida de menos de três horas, Ciro apostou num discurso de “co-autor” das políticas e obras dos governos petistas como a criação do Bolsa Família, a formulação das novas regras para o salário mínimo e a implantação do projeto de integração do Rio São Francisco, para convencer os eleitores que ainda desconfiados para o pedetista.
“Trata-se de ver, com muito respeito, quem tem capacidade de garantir que o Brasil de onde está volte a ter políticas comprometidas com a pobreza, produção e com a classe média. Aí me parece que fica claro que o mais legítimo intérprete desse pensamento é o único candidato nordestino que está na área, o amigo que aqui vos fala”, declarou Ciro à imprensa.
A pensionista Benedita Campelo, 63, disse que foi pega de surpresa com a visita de Ciro à Feira de Caruaru – tradicional ponto turístico da cidade – antes de participar de um ato com lideranças políticas locais. A eleitora aproveitou para dizer ao candidato que “está disposta a votar nele já que não tem Lula”.
“Sempre votei em Lula e Dilma, mas agora ele está preso e pelo o que conheço de 'Adálio' (Fernando Haddad) ele já tem envolvimento com coisas de corrupção. Ciro me parece ter as melhores propostas e é do Nordeste, vou apostar nele, mas quero que faça diferente de todos que estão aí”, afirmou.
Depois de visitar um box da feira e conversar rapidamente com poucos comerciantes e militantes no local, Ciro seguiu para um teatro da cidade onde foi recepcionado por centenas de apoiadores aos gritos de: “Brasil pra frente, Ciro presidente!”.
A poucos metros do ato, a ambulante Josenilda Santana, 47, mais conhecida como dona Rosa, acompanhava o movimento à distância enquanto esperava os alunos da escola municipal, que fica em frente ao seu comércio, sair “para comprar lanche”. “Ciro está aí? Não sabia que estaria na cidade. Estou pensando em votar nele ou nulo, mas queria mesmo era votar em Lula. Acho que Ciro é o melhor para evitar que Bolsonaro ganhe, o Haddad eu acho que é muito novo”, disse dona Rosa.
Dentro do teatro, que estava lotado de simpatizantes do presidenciável, a maioria jovens, Ciro ouviu discursos do ex-prefeito de Caruaru José Queiroz e do filho o deputado federal e candidato à reeleição Wolney Queiroz, ambos do PDT. Os candidatos ao governo de Pernambuco, Maurício Rands (PROS) e a vice Isabella de Roldão (PDT) também declararam apoio ao pedetista.
“Não vamos deixar morrer a esperança no Brasil, o único candidato com raiz 100% nordestina é Ciro Gomes. Temos que apresentar Ciro como o candidato do povo e fazer do Nordeste a voz libertária do País”, declarou o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi.
Em seu discurso para a militância, Ciro manteve a estratégia de evitar esbravejar ou taxar os adversários, e comparou os eleitores do PT a órfãos. “Morre o pai da gente é doído demais, morre a mãe da gente a saudade fica para sempre. O grande problema é que temos uma imensa gratidão ao Lula e é merecido, mas isso nos obriga a dar um passo à frente, temos 208.500 milhões de bocas para alimentar”, afirmou.
Alckmin x Temer. Ciro disse que “detesta admitir, mas pela primeira vez concordava com o presidente Michel Temer (MDB)” em relação ao vídeo gravado esta semana pelo medebista e direcionado para o candidato Geraldo Alckmin (PSDB).
“O Alckmin se apresentar de mudança é meio esquisito por que ele representa um conjunto de valores que apoiou o golpe de Estado e instalou Temer na Presidência. Ele mesmo já disse que são propostas do PSDB todo o conjunto de reformas anti-povo (do governo Temer). Como disse Michel Temer naquele jeitão múmia de ser 'é melhor não ouvir os marqueteiros e ficar com a verdade', ele é Temer claramente”, disse.
CIRO CANCELA AGENDA EM NATAL APÓS ATAQUE A BOLSONARO CIRO CANCELA AGENDA EM NATAL APÓS ATAQUE A BOLSONARO Reviewed by Erivan Justino on 08 setembro Rating: 5
Postar um comentário

Romário Bispo