SISTEMA PENITENCIÁRIO DO RN TEM UM COLETE À PROVA DE BALAS PARA CADA NOVE AGENTES


O sistema penitenciário do Rio Grande do Norte tem um colete a prova de balas para cada 9 agentes. A informação é da própria Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), responsável pela administração das unidades prisionais do estado.

Com atuais 914 agentes a serviço, a pasta dispõe de apenas 100 equipamentos de proteção dentro do prazo de validade. De acordo com relatório assinado pelo secretário adjunto Maiquel Mendes, o estado precisa comprar 1.344 coletetes balísticos.

G1 procurou a Sejuc para saber se os agentes estão trabalhando sem coletes e desde quando o número de coletes é insuficiente, mas até a publicação desta matéria não obteve retorno.

Os dados estão em uma portaria publicada no sábado para alterar a dotação orçamentária da secretaria, com acréscimo das 530 vagas no sistema. Ocupados todos os cargos, o estado terá 1.444 agentes.

Calamidade

Em março deste ano, o Governo do Rio Grande do Norte prorrogou por mais 180 dias a situação de calamidade no sistema prisional do estado. Esse mesmo decreto já tinha sido feito em 2015.

A renovação ocorreu após o massacre registrado na Penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta, em janeiro, quando pelo menos 26 detentos morreram em confrontos dentro da unidade.
SISTEMA PENITENCIÁRIO DO RN TEM UM COLETE À PROVA DE BALAS PARA CADA NOVE AGENTES SISTEMA PENITENCIÁRIO DO RN TEM UM COLETE À PROVA DE BALAS PARA CADA NOVE AGENTES Reviewed by Erivan Justino on 27 junho Rating: 5
Postar um comentário

Romário Bispo