“MILITAR MEU, EM GUERRA, NÃO SENTA NO BANCO DOS RÉUS”, DIZ BOLSONARO EM NATAL

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) esteve em Natal na semana passada e, na última sexta-feira 9, concedeu entrevista coletiva no Hotel Praiamar, em Ponta Negra, zona Sul de Natal. Ao longo da sabatina, o parlamentar, que é pré-candidato assumido à Presidência da República nas eleições de 2018, abordou diversas temas que foram das suas polêmicas opiniões sobre os homossexuais até mesmo ao cenário de corrupção no Brasil.
Recentemente, o Rio Grande do Norte atingiu a marca de 1 mil homicídios em menos de seis meses no ano de 2017. O dado, que até então era desconhecido pelo deputado, foi apresentado. Com base nisso, ele deu seu parecer sobre a segurança pública brasileira, mais um dos temas abordados na coletiva e que é o carro-chefe da sua campanha à Presidência. Em suma, o parlamentar apresentou alguns de seus projetos para melhorar o cenário.
“Eu acho que a gente precisa dar maneiras para o policial trabalhar de uma forma que ele não seja condenado. O Brasil está em guerra, e militar meu, em guerra, jamais vai sentar no banco dos réus. Tem que dar essa retaguarda jurídica ao policial. A segurança pública é dever do estado, mas todos nós somos responsáveis”, contou o deputado, que é cristão declarado.
Em seguida, Bolsonaro voltou a defender a legalidade do porte de arma para pessoas comuns. Esta, inclusive, é uma das maiores polêmicas registradas pelo deputado desde que ele passou a ter proporções maiores na mídia (nos últimos quatro, cinco anos). Para exemplificar seu pensamento, o deputado citou a reportagem presente na coletiva.
“Imaginemos vocês, jornalistas. Vocês sabem que se começarem a fazer certas matérias para ofender grupos criminais poderão morrer dentro de casa, né? Sem chance de defesa. Com uma arma vocês poderiam defender suas vidas. Infelizmente, o Brasil hoje está muito mais preocupado com quem tá preso do que com quem tá no cemitério. Um policial olha torto pra um vagabundo e isso é contra a lei. O cara mata a mãe e no Dia das Mães ganha a liberdade. Inadmissível. Tem que mudar!”, completou.
Jair Bolsonaro chegou a Natal na quinta-feira 8 para fazer uma palestra intitulada de “O futuro do Brasil” no próprio hotel Praiamar. Na quinta à tarde, quando da sua chegada na cidade, mais de 1,5 mil pessoas foram receber o parlamentar no Aeroporto Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante (RN), que foi o tempo todo taxado como “mito” pelos seus simpatizantes. Ele retornou pra casa na sexta de tarde logo após cumprir toda agenda na capital potiguar.
“MILITAR MEU, EM GUERRA, NÃO SENTA NO BANCO DOS RÉUS”, DIZ BOLSONARO EM NATAL “MILITAR MEU, EM GUERRA, NÃO SENTA NO BANCO DOS RÉUS”, DIZ BOLSONARO EM NATAL Reviewed by Erivan Justino on 13 junho Rating: 5
Postar um comentário

Romário Bispo