POLÍTICOS AVALIAM ACORDO PARA LIVRAR LULA E TEMER DA LAVA JATO


O clima está tenso na política brasileira e a mais recente especulação é de que parlamentares estejam avaliando um ‘acordão’ que tem como objetivo utilizar uma eventual eleição presidencial indireta para “anistiar” parte do mundo político. Segundo revela o jornal O Estado de S. Paulo, a estratégia avaliada seria colocar o Congresso como contraponto à Lava Jato e ao Ministério Público Federal.

Entre os pontos em jogo está o compromisso de alterar a Constituição para garantir foro privilegiado a ex-presidentes da República. A alteração beneficiaria diretamente Lula, Sarney, Collor, Dilma e, eventualmente, Michel Temer, todos alvo de investigações.
Os principais articulares do acordo são senadores que entendem que uma eventual eleição indireta para a Presidência deve seguir o modelo bicameral: aprovação de um candidato pela Câmara a ser referendada posteriormente pelo Senado.
O acordo alinhavado pelos parlamentares prevê a saída do presidente Michel Temer e garantiria a ele imunidade penal a ser dada pelo futuro presidente. Além disso, a estratégia garantiria a votação da PEC para manter o foro privilegiado a ex-presidentes, evitando que o caso de Temer chegue até o juiz Sergio Moro. A mesma PEC faria com que Lula ficasse livre do juiz federal.

Ainda de acordo com a publicação, uma nova Constituinte seria convocada pelo novo presidente, é o que pretende o ‘acordo’.
POLÍTICOS AVALIAM ACORDO PARA LIVRAR LULA E TEMER DA LAVA JATO POLÍTICOS AVALIAM ACORDO PARA LIVRAR LULA E TEMER DA LAVA JATO Reviewed by Erivan Justino on 29 maio Rating: 5
Postar um comentário

Romário Bispo