“VÃO COMER FUMO”, DIZ SECRETÁRIO SOBRE POSSIBILIDADE DE RETALIAÇÃO DO PCC NO RN


O massacre no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), em Manaus que resultou em 56 mortes de detentos, a maioria membros do PCC, pode ter consequências no Rio Grande do Norte. Em entrevista ao NOVO na manhã desta terça-feira (3), o titular da Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania (Sejuc), Wallber Virgolino, afirmou que ainda não recebeu nenhum comunicado do Ministério da Justiça sobre o risco de motins no sistema prisional potiguar, mas o Estado está preparado.
“Trabalho em cima da pior das hipóteses: fugas, motins, mortes. Mas pode anotar aí que se tentarem algo por aqui, ‘vão comer fumo'”, disparou o secretário, por telefone.
A informação de que o PCC pode retaliar no RN a ação ocorrida em Manaus partiu da Rádio Jovem Pan. Segundo a emissora, por meio da jornalista Vera Megalhães, a facção criminosa paulista pode responder a ação da Família do Norte, sua rival no Amazonas, em presídios potiguares e de mais três estados. Isso porque a organização criminosa amazonense é aliada do Comando Vermelho, que possui alianças com o Sindicato do Crime no território potiguar.
Wallber Virgolino adiantou, no entanto, que no momento a situação nas unidades prisionais potiguares está tranquila. O setor tático da Sejuc vai monitorar mais atentamente a movimentação, indicou o secretário.
“VÃO COMER FUMO”, DIZ SECRETÁRIO SOBRE POSSIBILIDADE DE RETALIAÇÃO DO PCC NO RN “VÃO COMER FUMO”, DIZ SECRETÁRIO SOBRE POSSIBILIDADE DE RETALIAÇÃO DO PCC NO RN Reviewed by Erivan Justino on 04 janeiro Rating: 5
Postar um comentário

Romário Bispo