ANATEL: APLICATIVOS DE MENSAGEM SÓ BENEFICIAM O CONSUMIDOR

O novo presidente da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), Juarez Quadros, reconheceu a existência de uma concorrência desleal entre operadoras e aplicativos de mensagens como o WhatsApp -- mas disse que o problema não é uma exclusividade do Brasil. "A equação não fecha e é preciso uma solução para isso", afirmou, sem dizer claramente que seria necessária uma regulamentação dos apps, ainda que tenha se mostrado favorável à medida.
"O fato é que com a chegada desses novos serviços as operadoras reclamam que não estão sendo remuneradas pelo aporte técnico necessário para funcionamento deles. Tem ainda os provedores de conteúdos que também têm os seus conteúdos utilizados sem qualquer remuneração. Como os serviços não são regulados, não são tributados. Sem contar no poder judiciário que também tem tido bastante dificuldade com esses apps", justifica ele, ao acrescentar que o único beneficiado nesse ecossistema é o consumidor, que diminuiu sua conta nos serviços convencionais.


Como consumidor, Quadros confessa ser usuário assíduo do aplicativo. 
"Quem não usa o WhatsApp? A parte mais sensível do corpo humano é o bolso".
ANATEL: APLICATIVOS DE MENSAGEM SÓ BENEFICIAM O CONSUMIDOR ANATEL: APLICATIVOS DE MENSAGEM SÓ BENEFICIAM O CONSUMIDOR Reviewed by Erivan Justino on 26 outubro Rating: 5
Postar um comentário

Romário Bispo