SESSÃO NO SENADO IRÁ DECIDIR SE DILMA DEVERÁ SER JULGADA

Já iniciou na manhã desta terça-feira, sessão do Senado que definirá se a presidente afastada Dilma Rousseff irá a julgamento por crime de responsabilidade. Até o momento 46 dos 81 senadores já estavam inscritos para discursar pelo tempo de 10 minutos na sessão. Os demais podem se inscrever a qualquer tempo, respeitando a ordem de chegada. O grupo do PT mais próximo à presidente afastada Dilma Rousseff está pessimista com a votação da segunda fase do impeachment no Senado. Há o reconhecimento que nesses dois meses o grupo não só não conseguiu reverter votos, como também perdeu antigos aliados. Para interlocutores de Dilma, a maior baixa foi a de Renan Calheiros, presidente do Senado. Até então considerado aliado próximo de Dilma, ele mudou de posição nos últimos meses e se aproximou de Michel Temer. Mesmo que se abstenha na votação, Renan era considerado um articulador de peso para barrar o impeachment, enquanto ainda era aliado de Dilma. Entre senadores favoráveis e contrários ao impeachment, a expectativa é que apesar de longa, a sessão não trará surpresa em relação ao resultado da votação. Para eles, a maioria deve decidir pelo prosseguimento do processo. Recebidas essas alegações, o presidente do STF agendará para dali a 10 dias o julgamento final.
Os senadores respondem ‘sim’ ou ‘não’ à pergunta formulada pelo presidente do STF, sobre se Dilma cometeu crime de responsabilidade no exercício do mandato.



SESSÃO NO SENADO IRÁ DECIDIR SE DILMA DEVERÁ SER JULGADA SESSÃO NO SENADO IRÁ DECIDIR SE DILMA DEVERÁ SER JULGADA Reviewed by Erivan Justino on 09 agosto Rating: 5
Postar um comentário

Romário Bispo