IFRN DEVE INTEGRAR PARQUE TECNOLÓGICO DO RN

Devem ser estabelecidas parcerias através da Fundação de Apoio ao Instituto e de polo de inovação
Na tarde desta quinta-feira (21), o reitor do IFRN, Wyllys Farkatt Tabosa, recebeu representantes do grupo gestor do projeto do Potypark, o parque tecnológico do Rio Grande do Norte. Participam da fase de planejamento do projeto a Secretaria de Desenvolvimento do Estado, a Fundação de Apoio à Pesquisa no Estado do RN (Fapern) e outras instituições.
As parcerias com o IFRN devem ser estabelecidas através da Fundação de Apoio ao Instituto (Funcern), que deve entrar como uma das acionistas do Potypark. O projeto deve se configurar como Sociedade Anônima. Para Tony Robson da Silva, chefe de Unidade Instrumental Financeira da Fapern, essa configuração dará sustentabilidade financeira ao investimento.
O Instituto Federal do RN deve se inserir ainda na estrutura física do parque tecnológico, através do seu primeiro polo de inovação, ambiente que está sendo gestado para promover a pesquisa e a inovação tecnológica de forma diretamente relacionada ao mundo do trabalho. "O IFRN sempre trabalhou na ponta, na inovação e na formação de profissionais. Eu aposto muito nessa Instituição", declarou Manuel Lucas, presidente da Fapern. 
"Temos curso de Energias Renováveis no Campus João Câmara; Biocombustíveis em Apodi; trabalhos na área de Mineração em Parelhas, Currais Novos e Natal-Central; Pesca e Aquicultura em Macau, e muitas outros focos tecnológicos que podem colaborar com o Potypark. Nosso polo de inovação poderá ainda ser o articulador para outros polos, em diferentes áreas e regiões do estado", explicou o reitor. 
O parque tecnológico do RN deverá atuar nas cadeias produtivas ligadas às energias renováveis, pesca oceânica, fruticultura, carcinicultura e outras. A previsão é que o projeto seja concluído até o final de setembro deste ano e a estrutura física do Potypark esteja pronta até 2018.
Do grupo gestor do projeto, estavam presentes à reunião desta quinta-feira (21) o consultor João Medina; César Yammal; Álvaro Duarte de Oliveira, o presidente e o chefe de Unidade Instrumental Financeira da Fapern. Do IFRN, além do reitor, participaram do encontro o pró-reitor de Pesquisa e Inovação, Márcio Azevedo; o pró-reitor de Planejamento Institucional, Marcos Oliveira; o diretor de Inovação, Rodrigo Siqueira; a coordenadora da Editora do IFRN, Darlyne Fontes Virgínio, o assessor de Suporte Organizacional, Francisco das Chagas Mariz Fernandes, e a professora Karla Motta, do Campus São Gonçalo do Amarante.
IFRN DEVE INTEGRAR PARQUE TECNOLÓGICO DO RN IFRN DEVE INTEGRAR PARQUE TECNOLÓGICO DO RN Reviewed by Erivan Justino on 22 julho Rating: 5
Postar um comentário

Romário Bispo