SÃO GONÇALO DO AMARANTE: GREVISTAS DA EDUCAÇÃO ESTÃO PASSANDO NECESSIDADE APÓS CORTE DE SALÁRIOS

Tem servidor que recebeu apenas R$39 esse mês. Greve já dura 34 dias e a categoria pede o apoio da população
Os servidores da Educação de São Gonçalo do Amarante, em greve há 34 dias, estão passando necessidades após os descontos que a prefeitura municipal efetuou nos salários da categoria esse mês. Tem servidor que recebeu apenas R$39 em seus contracheques. A medida aconteceu somente dois dias após a última audiência do prefeito com a categoria, que não resultou em acordo, já que o prefeito não levou nenhuma contraproposta aos servidores.

“Na reunião, o prefeito não levou proposta nenhuma, ficou o tempo todo dizendo que não tinha dinheiro, mas nomeou mais de 100 cargos comissionados no final do ano passado, gerando uma dívida milionária para os cofres públicos. Como pode isso?”, questionou Jaciguara Rodrigues, diretora do Sinte-RN núcleo de São Gonçalo.

O Sinte-RN, núcleo de São Gonçalo do Amarante, iniciou uma campanha de solidariedade, pedindo o apoio da população na arrecadação de alimentos não perecíveis para ajudar a categoria. As doações podem ser feitas na sede do sindicato (Rua Coronel Estevan Moura, 287, Centro, São Gonçalo do Amarante, telefone: 3278-2019) ou na próxima sexta-feira (8), às 8h, durante o ato público que os servidores realizarão em frente à sede da prefeitura. Na ocasião, a categoria também fará uma assembleia geral e uma passeata até a Secretaria Municipal de Administração.

A atitude da prefeitura deixou os servidores ainda mais indignados. Apesar dos descontos, a greve continua e a categoria pretende intensificar ainda mais as manifestações e as mobilizações com pais e alunos nas escolas do município. A greve já atinge cerca de 80% das escolas. “Esperamos que o prefeito assuma suas responsabilidades como gestor e pague o que deve aos servidores. São anos de defasagem salarial e péssimas condições de trabalho e isso não é justo nem com os servidores e nem com a população”, acrescentou Jaciguara.

HISTÓRICO DA GREVE E PRÓXIMOS PASSOS
Durante a greve, os servidores chegaram a ocupar a sede da prefeitura durante 8 dias e só deixaram o local após serem recebidos pelo prefeito Jaime Calado. A categoria também já realizou atos no Aeroporto Internacional Aluízio Alves, na Câmara Municipal, no Ministério Público e em diversas escolas da rede municipal, além de várias passeatas nas ruas, inclusive em Natal.
Nesta terça-feira (5), às 14h, os servidores terão uma nova reunião com a promotora Rosane Moreno, do Ministério Público da comarca de São Gonçalo e na quarta-feira, às 10h, uma reunião no Tribunal de Contas. A categoria irá averiguar as contas públicas da prefeitura de São Gonçalo.
SÃO GONÇALO DO AMARANTE: GREVISTAS DA EDUCAÇÃO ESTÃO PASSANDO NECESSIDADE APÓS CORTE DE SALÁRIOS SÃO GONÇALO DO AMARANTE: GREVISTAS DA EDUCAÇÃO ESTÃO PASSANDO NECESSIDADE APÓS CORTE DE SALÁRIOS Reviewed by Erivan Justino on 05 abril Rating: 5
Postar um comentário

Romário Bispo