POLÍCIA PRENDE SUSPEITO PELO LATROCÍNIO DO PROFESSOR DIOGO NÓBREGA

Uma mulher também foi presa por envolvimento no crime
Uma investigação conduzida pela 2ª. Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim, com apoio da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), revelou que Jefferson Santos da Silva, conhecido como “Lilinho”, 20 anos, é um dos suspeitos de ter roubado e matado o professor universitário Diogo Rosembergh da Silva Nóbrega, 26 anos, no dia 20 de fevereiro deste ano. O corpo da vítima foi encontrado um dia após, próximo às falésias da praia de Cotovelo, em Parnamirim.


A Polícia Civil também identificou que Mayara de Souza Gomes foi a responsável por ter vendido o aparelho celular que foi roubado do professor. Os detalhes da investigação e das prisões foram revelados, na manhã desta quarta-feira (06). Os dois suspeitos, e mais um outro homem que comprou o aparelho celular roubado, estão presos.
“Descobrimos que no dia 20 de fevereiro, Jefferson Santos e um adolescente de 17 anos foram para a área das falésias de Cotovelo com o intuito de praticar um roubo. A dupla estava escondida, com uma espingarda calibre 12, esperando por um alvo. Por volta das 20hs, o professor Diogo Nóbrega estacionou o seu veículo na área e estava verificando o seu celular, quando foi surpreendido pela dupla criminosa. Eles roubaram o carro, celular, R$6 e o som do veículo. Depois amarraram a vítima com uma corda fina de nylon e empurraram o professor, ainda com vida, do alto das falésias”, detalhou o diretor adjunto da Diretoria de Polícia Civil da Grande Natal, delegado Júlio Costa.
Após terem arremessado o professor, a dupla seguiu no carro da vítima para a cidade de São Gonçalo do Amarante e foi encontrar-se com suas companheiras. Um dia após o crime, Mayara de Souza Gomes, que é namorada do adolescente, foi até o Alecrim vender o celular de Diogo Nóbrega e outros produtos de crimes.

PRISÕES - Jefferson Santos da Silva foi preso por policiais militares da cidade de Extremoz, na última sexta-feira (01), pelo envolvimento no latrocínio do idoso José Felisberto de Oliveira, 83 anos. A vítima foi assassinada no dia 31 de março na Praia de Pitangui. 
O suspeito também é apontado como sendo autor de um homicídio, uma tentativa de homicídio e por dois crimes de porte ilegal de arma de fogo. De acordo com as investigações da DHPP, “Lilinho” é suspeito de ter matado Eduardo Oliveira de Carvalho, no dia 08 de junho de 2015. O crime ocorreu no bairro de Pajuçara, Zona Norte de Natal.
 “A Polícia Civil já vinha investigando Jefferson Santos como sendo um dos autores pela morte do professor Diogo Nóbrega. Após ser preso, na última sexta-feira, ele afirmou que foi o adolescente que amarrou e empurrou o professor”, detalhou o delegado Júlio Costa.
Nesta segunda-feira (04), a Polícia Civil prendeu Mayara de Souza Gomes pelo crime de receptação. Segundo o delegado Júlio Costa, as investigações continuam com o intuito de localizar e prender os outros envolvidos no latrocínio do professor Diogo Nóbrega. “Acreditamos que Jefferson Santos pode ter praticado outros crimes”, finalizou o delegado.
POLÍCIA PRENDE SUSPEITO PELO LATROCÍNIO DO PROFESSOR DIOGO NÓBREGA POLÍCIA PRENDE SUSPEITO PELO LATROCÍNIO DO PROFESSOR DIOGO NÓBREGA Reviewed by Erivan Justino on 06 abril Rating: 5
Postar um comentário

Romário Bispo