"VIAGENS NACIONAIS SÃO UMA GRANDE APOSTA DO TURISMO BRASILEIRO" AFIRMA MINISTRO HENRIQUE ALVES

Dados do Banco Central revelam que a diferença entre os gastos de estrangeiros no Brasil e de brasileiros fora do país é a menor dos últimos cinco anos
Após a divulgação da redução dos gastos de brasileiros no exterior pelo Banco Central, o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, afirmou que o recuo de 32% do montante gasto por turistas do Brasil em outros países era esperado, uma vez que o aumento do dólar e a melhoria da competitividade dos destinos brasileiros vêm mudando o comportamento dos viajantes e o turismo doméstico ganhou força no país.

“Temos verificado mês a mês que a intenção de viagens ao exterior tem recuado e que os brasileiros vêm optando cada vez mais por destinos nacionais. Acredito que essa mudança tenha inúmeras razões, mas sem dúvida a alta do dólar e a melhoria na infraestrutura e na oferta de nossas cidades contribuíram para isso. Temos variadas opções dentro do Brasil, para quem quer curtir destinos de praia, culturais, gastronômicos, para quem quer vivenciar novas experiências e apreciar nossa rica biodiversidade”, afirmou.

Para Henrique Eduardo Alves, o que deixou de ser gasto lá fora pode impactar positivamente na economia do país. “A diferença entre o que foi gasto em 2015 e 2014 é de mais de US$ 8 bilhões. No câmbio atual, são mais de R$ 32 bilhões e uma parte desse valor pode ficar no país e movimentar a economia turística doméstica. É uma oportunidade de atrair e cativar um público diferenciado para todos que trabalham no setor”.    

BALANÇA COMERCIAL DO TURISMO
De janeiro a dezembro do último ano, os estrangeiros deixaram US$ 5,844 bilhões no Brasil enquanto os brasileiros gastaram US$ 17,357 bilhões no exterior. A diferença gerou um déficit de US$ 11,513 bilhões frente aos US$ 18.724 bilhões negativos de 2014. É o menor montante desde 2010, quando o valor ficou em US$ 10,704 bilhões negativos. O principal motivo do recuo foi a redução significativa nos gastos dos turistas brasileiros fora do Brasil. O montante passou de US$ 25,567 bilhões para US$ 17,307 bilhões, uma retração de 32%.

A receita do Brasil com a entrada de dólares pelo turismo também caiu. Passou de US$ 6.843 bilhões, em 2014, para US$ 5.844 bilhões, em 2015, uma retração de 14,6%. De acordo com a análise técnica, a queda é fruto da valorização do dólar frente ao real e ao aumento do fluxo turístico gerado pela Copa do Mundo Fifa de 2014.
"VIAGENS NACIONAIS SÃO UMA GRANDE APOSTA DO TURISMO BRASILEIRO" AFIRMA MINISTRO HENRIQUE ALVES "VIAGENS NACIONAIS SÃO UMA GRANDE APOSTA DO TURISMO BRASILEIRO" AFIRMA MINISTRO HENRIQUE ALVES Reviewed by Erivan Justino on 29 janeiro Rating: 5
Postar um comentário

Romário Bispo